Relatórios Jornalísticos de Trabalhos Científicos

John Timmer escreveu [1] para a Ars Techinca criticando o trabalho de várias fontes jornalística ao relatarem para o público geral as publicações que ocorrem em canais indexados de publicação científica. Pouco depois de ler sua peça, recebi na minha caixa de entrada eletrônica as notícias do dia da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e notei o título de uma recém-publicada peça jornalística [2] falando sobre uma pesquisa médica. Curioso para saber se o autor do texto divulgado pela UFAL cometeu algum dos deslizes criticados por John, abri o texto completo e confirmei que sim, isso ocorreu.

Um parágrafo do texto de John sobre um outro texto jornalístico aplica-se quase sem mudanças ao publicado pela UFAL. Traduzindo livremente e parafraseando:

“Para começar, o estudo foi feito em ratos, não em humanos. Mas o subtítulo – “Foi na Ufal que pesquisadores descobriram atuação do SGLT1 no combate à pneumonia em diabéticos” – implica claramente que o resultado se aplica a nós. O outro problema é que os resultados foram gerados usando um grande total de apenas cinco ou sete ratos (dependendo do experimento) [3]. Os resultados não são muito dramáticos, fazendo as conclusões serem extremamente tênues; há uma grande chance de eles terem sido obtidos por chance estatística¹.”

Nos demais parágrafos, John alerta que o problema criado por notícias não totalmente acuradas sobre trabalhos desenvolvidos por cientistas é um problema pequeno e que “não há nada de errado em publicar dados exploratórios como esses”, mas que outros fatores institucionais podem contribuir para agravar os danos causados por esse problema, podendo, segundo ele, chegar a gerar para o público mais leigo uma impressão confusa sobre o processo científico e o estado atual de conhecimento científico.

John faz outras críticas mais severas ao artigo científico que ele menciona. Não conferi se elas também se aplicam ao mencionado pelo jornalista da UFAL.

Na seção de comentários, um leitor da Ars Techinica contribuiu com a discussão enviando um quadrinho cômico [4] produzido por Jorge Cham que abordar este tópico:

MTIyNDM0ODUxOTA2MzUwMzYx

Há quem diga que conteúdo cômico só irá atrair pessoas que não ajudarão muito a resolver o problema relatado pela peça cômica. Talvez os que dizem isso tenham razão, mas, se não servem para aumentar o número de interessados, ao menos servem para criar um lugar comum social entre os já interessados em resolver o problema. Talvez isso também não tenha muito valor – *risadas*.


Notas de Rodapé

1. Vi no texto do artigo científico do qual particiou o pesquisador da UFAL que os autores usaram técnicas estatísticas para a análise dos resultados, de modo que talvez o trecho “há uma grande chance de eles terem sido obtidos por chance estatística” não se aplique a ele. Não verifiquei rigorosamente os detalhes. Se algum leitor confirmar isso, por favor avisar para que eu remova essa frase e adicione uma nota de correção.


Referências Bibliográficas

[1] TIMMER, J. John Oliver’s rant about science reporting should be taken seriously. Disponível em: http://arstechnica.com/staff/2016/05/the-problems-with-science-journalism-dont-start-with-journalists/. Acesso em: 10/5/2016.

[2] Estudos mostram resultados importantes sobre função de proteína em infecções pulmonares e crises epilépticas — Universidade Federal de Alagoas. .Disponível em: http://www.ufal.edu.br/noticias/2016/5/estudos-mostram-resultados-importantes-sobre-funcao-de-proteina-em-infeccoes-pulmonares-e-crises-epilepticas. Acesso em: 10/5/2016.

[3] SGLT1 activity in lung alveolar cells of diabetic rats modulates airway surface liquid glucose concentration and bacterial proliferation : Scientific Reports. .Disponível em: http://www.nature.com/articles/srep21752. Acesso em: 10/5/2016.

[4] PHD Comics: Science News Cycle. .Disponível em: http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=1174. Acesso em: 10/5/2016.


Licenças e Créditos

Imagem destacada usada sob licença CC BY-SA 4.0 distribuída por Martin Stübler.

CC0 1.0 To the extent possible under law, Anderson N. Nunes has waived all copyright and related or neighboring rights to Relatórios Jornalísticos de Trabalhos Científicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *